LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

segunda-feira, 6 de março de 2017

Mulher perde bebê ao ser espancada por comerciante que cobrava dívida



Mulher soca ventre de grávida que a devia dinheiro, na Bahia
Mulher soca ventre de grávida que a devia dinheiro, na Bahia Foto: Reprodução/Facebook

Uma mulher perdeu o bebê depois de ser espancada por uma comerciante em Sátiro Dias, no interior da Bahia. Identificada como Maria, a jovem estava grávida de 5 meses e ficou internada no hospital municipal durante o carnaval para se recuperar do aborto. Motivada por uma dívida, a agressão foi registrada em vídeo, compartilhado nas redes sociais ao lado de mensagens de indignação de internautas.

Segundo investigadores da Delegacia de Sátiro Dias, apesar de relatos e denúncias de moradores, a vítima ainda não registrou queixa formal contra a agressora. Os agentes esperam a mulher na tarde desta segunda-feira, mas ainda não sabem se a vítima estará recuperada do aborto.
A polícia não foi acionada para parar a briga. Mas, mesmo sem um boletim de ocorrência, que daria início à apuração policial, os investigadores recolheram informações de que não era a primeira vez que a comerciante procurava a vítima para cobrar uma dívida. Desta vez, Maria teria dito que não pagaria. A agressora, identificada apenas como Gabriela, então recorreu à violência e fugiu para Salvador no dia seguinte.
Moradores enviaram aos policiais o vídeo da agressão na Praça da Liberdade, no Centro da pequena cidade. Nas imagens, é possível notar que a agressora desfere golpes principalmente na região do útero da vítima — o que, segundo os investigadores, mostra que Gabriela tinha a intenção de interromper a gravidez de Maria. Depois, um homem aparece para segurar a agressora.
Os agentes ressaltam que o autor da filmagem também responderá por ter incentivado e compactuado com a agressão. Caso seja formalizada, a ocorrência fica a cargo do delegado Gustavo Dias, titular na Delegacia de Sátiro Dias.


Fonte:extra.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário