LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 8801 1777

quarta-feira, 29 de março de 2017

Em apenas três meses, 88 adolescentes e duas crianças foram assassinados no Ceará


Violência armada no Estado não poupa a juventude e nem mesmo a infância. O tráfico não perdoa e elimina um menor a cada 24 horas no Ceará.
A cada intervalo de 24 horas, um adolescente é assassinado no Ceará. A média de um crime do gênero por dia é registrada desde o início do ano. Em 85 dias de 2017 (de 1º de janeiro a 26 de março), 88 adolescentes e duas crianças foram mortos no estado, em crimes de homicídio, latrocínio ou lesão corporal seguida de morte, os CVLIs (Crimes Violentos, Letais e Intencionais).

Os dados foram extraídos das estatísticas oficiais e publicadas no site da própria Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e mostram que o mês de janeiro foi o que apresentou, até agora, no ano, o maior número de mortes violentas de crianças e adolescentes no estado. Foram 36 vítimas, entre elas, um garoto de apenas 11 anos de idade, assassinado, a tiros, no dia 29 de janeiro, na Rua Tomas Edison, no bairro Itaoca, em Fortaleza.

Em fevereiro, mais 26 garotos e garotas, com idades entre 12 e 18, anos incompletos foram executados sumariamente.

Já no mês de março, no intervalo entre os dias 1º e 26, mais 28 mortes violentas, sendo 27 adolescentes e uma criança de apenas 7 anos de vida, o pequeno Pedro Henrique Lima dos Santos, morto a golpes de faca na madrugada do último dia 19, na casa de seus pais, na cidade de Uruburetama (a 109Km de Fortaleza).

Vítimas

Entre os 88 menores mortos figuram na lista três garotas. Geysa Araújo de Menezes, que tinha 17 anos, foi morta a facadas no dia 11 de janeiro na cidade de Nova Russas (299Km de Fortaleza). Já no dia 18 também de janeiro, Maria Jeziane Pinheiro de Menezes, 16 anos, foi assassinada, a golpes de faca, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a 55 quilômetros da Capital.

A adolescente Ana Carolina Rodrigues dos Santos, que tinha apenas 15 anos, também é uma das vítimas da violência. Passavam poucos minutos das 16 horas do dia 5 de março último, quando em meio a um tiroteio de gangues, a estudante foi morta na porta de casa, na Rua Ayrton Senna, no bairro Jangurussu.

A mais recente vítima da violência foi a jovem Rayane de Sousa Silva, 16 anos. Na tarde do último domingo (26), ela acabou sendo morta pelo próprio namorado, um garoto da mesma idade com quem vivia maritalmente. Ele disparou um tiro na cabeça dela. O crime ocorreu na casa onde os dois moravam juntos, no bairro Várzea Alegre, na cidade de Russas (a 163Km da Capital). O rapaz acabou apreendido pela Polícia Militar e alega que o tiro foi acidental.

Fonte: Cearanews7

Nenhum comentário:

Postar um comentário