LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 8801 1777

sexta-feira, 31 de março de 2017

Vídeo mostra PMs executando dois suspeitos em frente à escola onde adolescente foi baleada


Um vídeo que circula no WhatsApp mostra dois policiais militares executando dois suspeitos que estão deitados no chão em frente à Escola Municipal Daniel Piza, em Fazenda Botafogo, na Zona Norte do Rio. A 2ª Delegacia de Polícia Militar Judiciária(DPJM) está investigando o caso e tenta identificar os policiais. Nesta quinta-feira, o 41º BPM (Irajá) fez uma operação na localidade. Uma adolescente foi baleada dentro da escola municipal e não resistiu.
PMs foram flagrados executando os dois jovens
PMs foram flagrados executando os dois jovens Foto: Reprodução de vídeo
Nas imagens, os dois rapazes estão deitados no chão e os policiais se aproximam. Ao lado deles, há pelo menos uma arma que aparenta ser um fuzil. Cada PM atira contra um dos jovens. Um deles chega a se mexer antes de ser atingido. Ainda não há confirmação se a gravação foi feita nesta quinta-feira.
- A 2ª DPJM assumiu o caso e abriu uma averiguação sumária. Os policiais serão identificado e ouvidos - afirmou o relações-públicas da PM, major Ivan Blaz.
Ainda segundo Blaz, a polícia recebeu denúncia de um arrastão na Rua Sá Lessa, onde fica a Escola Municipal Daniel Piza. No local, foi recebida a tiros pelos bandidos. A informação inicial era de dois homens e a jovem baleados.
Veja a nota da Polícia Militar sobre o fato: "A Assessoria de Imprensa da Polícia Militar esclarece que o Comando da Corporação teve conhecimento do vídeo que circula nas redes sociais e mostra a atuação de policiais militares na área da Fazenda Botafogo na tarde dessa quinta-feira, 30/03. Em virtude do que é exposto, o Comandante Geral determinou que a Corregedoria Interna da Polícia Militar assuma a apuração da flagrante ilegalidade e assim responsabilize os envolvidos".
O caso também será investigado pela Delegacia de Homicídios (DH).
Nos dois primeiros meses deste ano, foram registrados 188 homicídios decorrentes de intervenção policial no estado do Rio. O número é 78% do registrado no mesmo período do ano passado.


EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário