LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 8801

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Pesquisa revela que cinco mil pessoas morrem por ano nas rodovias federais

Cerca de cinco mil pessoas morrem por ano nas rodovias federais que cortam o Brasil. A informação faz parte de uma pesquisa divulgada na quinta-feira (19), pela Confederação nacional do Transporte (CNT). A média é de 14 mortes por dia. Em 2018, foram registrados, nada menos, que 69.206 acidentes em tais vias, resultando em 5.269 óbitos.

De acordo com a pesquisa, o número de acidentes no ano passado foi menor que em 2017, quando 6.243 pessoas morreram em 89.396 sinistros. E o estado recordista em acidentes fatais nas BRs é Minas Gerais, onde, em 2018, ocorreram 693 mortes, o que corresponde a cerca de 13 por cento do total de vítimas no país.

Em seguida, aparece o estado do Paraná em segundo lugar neste ranking, cm 9.5 por cento dos casos, pois no ano passado, 494 pessoas perderam a vida em desastres nas BRs que cortam o estado. Em terceiro lugar está a Bahia, com 456 óbitos, o que representa 8.7 por cento da estatística geral.

Ainda conforme o levantamento da CNT, a principal causa dos acidentes fatais são as colisões, seguidas de saída de pista e tombamento de veículos. As ultrapassagens em locais proibidos e com condições de visibilidades ruins contribuem para o desfecho fatal dos choques frontais.

A pesquisa também revelou que a BR-116, que começa no Sul do País e termina no Ceará e a mais violenta entre as rodovias federais do país.

Fábrica artesanal de armas é desativada na Grande Fortaleza durante ocorrência de violência doméstica

A polícia apreendeu no local três revólveres, uma metralhadora, uma pistola, uma arma artesanal e munição

Foram apreendidos dentro da residência três revólveres, uma metralhadora, uma pistola, uma arma artesanal, munição e um cofre. — Foto: PM/ Divulgação
Foram apreendidos dentro da residência três revólveres, uma metralhadora, uma pistola, uma arma artesanal, munição e um cofre

Uma denúncia de violência doméstica levou a polícia a descobrir e desativar uma fábrica artesanal de armas e munição que funcionava em uma residência no Bairro Jardim Icaraí, em Caucaia, na Grande Fortaleza, na noite desta quinta-feira (19).
Agentes da Polícia Militar informaram que foram acionados porque José Feitosa Veras, 49, estaria agredindo a companheira e ameaçando-a de morte. Durante a abordagem, os policiais conseguiram render o suspeito e, ao fazerem buscas na casa, encontraram seis armas, munição e equipamentos para confeccionar armamentos. Um cofre também foi apreendido.
Segundo a PM, entre o material apreendido na fábrica artesanal de armas estão três revólveres, uma metralhadora, uma pistola, uma arma artesanal e 234 balas.
José Feitosa foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana de Caucaia junto com a vítima. A mulher foi ouvida e em seguida liberada. De acordo com as investigações da polícia, a mulher era ameaçada constantemente para não denunciar o marido.
Segundo a polícia, José Feitosa era responsável por desenvolver armas para uma facção criminosa e disponibilizava o material para treinamento de criminosos. A polícia continuará investigando o caso em busca de outros envolvidos.
Ferramentas para fabricação das armas e munição foram apreendidas dentro de uma residência, em Caucaia. — Foto: PM/ Divulgação
Ferramentas para fabricação das armas e munição foram apreendidas dentro de uma residência, em Caucaia

Suspeito de assassinar esposa na frente do filho é encontrado morto

Dayara e Vilson

O suspeito de ter assassinado a esposa na frente do filho de sete anos em Estreito, foi encontrado morto na última quarta-feira (18). Segundo com a Polícia Civil, Vilson de Sousa Marinho se suicidou em frente a casa do sogro.
De acordo com a delegacia regional de Estreito, Vilson de Sousa Marinho chegou ao portão da casa do sogro por volta das 6h e chamando por ele. Ao sair na rua, o suspeito avisou que cometeria o crime e efetuou um disparo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.
Vilson de Sousa Marinho estava foragido há três dias, após ter sido apontado como principal suspeito de ter assassinado a esposa, Dayara Maia Ferreira Lima, de 25 anos, na frente do filho. O casal estava junto há 13 anos, e segundo familiares da Dayara, tinham um relacionamento conturbado.
Com a morte do suspeito, o inquérito que investigava o feminicídio deve ser enviado à Justiça do Maranhão para ser arquivado.

Ameba que come cérebro mata menina de 10 anos


Uma menina de 10 anos morreu após contrair uma ameba conhecida como "comedora de cérebro humano" enquanto nadava em um rio, no Texas, nos Estados Unidos. A morte foi confirmada na segunda-feira (16) pela escola onde ela estudava, a Valley Mills, em sua página do Facebook. "Estamos profundamente entristecidos".

Lily Mae Avant contraiu o protozoário Naegleria fowleri, que pode ser encontrado em água doce e morna, como lagos, rios, nascentes e piscinas aquecidas sem tratamento adequado. A ameba entra no organismo quando uma pessoa mergulha em local contaminado por ela e inala água pelo nariz. Ela atinge o sistema nervoso central e provoca infecção no cérebro. Só causa infecção se inalada pelo nariz. Há registro desse tipo de ameba no Brasil.

A Naegleria fowleri causa meningoencefalite amebiana primária (MAP), doença aguda que leva à morte. Os sintomas se parecem com a meningite: febre, dor de cabeça, vômitos, intolerância à luz e ao barulho.

Lily começou a sentir sintomas, como dor de cabeça e febre, dois dias após nadar no rio. Em seguida, começou a agir de forma estranha e a se tornar incoerente, segundo o jornal britânico The Independent.

No hospital, os médicos confirmaram que ela tinha contraído a Naegleria fowleri. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), do governo dos Estados Unidos, 34 infecções foram relatadas naquele país nos últimos 10 anos, de 2009 a 2018, o que demonstra que se trata de um fenômeno raro. Mais da metade dos casos registrados no mundo ocorreram no Sul dos Estados Unidos.

A ameba resiste a altas temperaturas, suportando águas de até 45ºC. Para prevenir risco de contágio, recomenda-se não nadar em locais com água morna e parada e, caso entre na água, proteja o nariz.

Com informações R7

Gorete Milagres, a Filó, pede emprego nas redes sociais

Gorete, intérprete de Filó, disse que quer atuar em novelas

Fotos de reprodução/Instagram

A atriz, que ficou famosa pela personagem do bordão "Ô, coitado", desabafou e disse que está "louca para fazer novelas"

Gorete Milagres, que ficou conhecida com a personagem Filó do bordão "Ô, coitado", usou as redes sociais para pedir emprego. A atriz de 55 anos marcou as emissoras de TV e disse que está louca para fazer novelas.
— Bora me dar trabalho, 
@rederecordoficial @sbtonline @sbt_novelas_cia e @montenegrotalentsoficial . Adoro fazer longas, séries mas estou louca por uma novela! Tanta celebridade fazendo novelas! Eu sou atriz gente! Me inspirei na Bette Davis ao fazer este post.
Os internautas apoiaram Gorete e exaltaram quanto ela é talentosa. Vale reforçar que o último trabalho da atriz na televisão foi em 2018 na novela Malhação. Na ocasião, ela atuou com a filha, Alice Milagres.
R7

Ministério da Economia descarta congelamento do salário mínimo

O ministério da Economia esclareceu que o governo não tem a intenção de congelar o salário mínimo. No início da semana surgiu boato sobre a possibilidade de incluir o congelamento do salário mínimo como um dos gatilhos da PEC 438, que altera as regras fiscais.

Dessa forma, o valor continuará sendo reajustado de acordo com a inflação. Ainda de acordo com o ministério, o ajuste do Benefício de Prestação Continuada (BPC) também não sofrerá mudanças, mantendo o poder de compra da população.

Polícia Civil desarticula organização criminosa em Sobral e prende acadêmica de direito participante do grupo

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) desarticulou uma organização criminosa em Sobral, após deflagrar, na manhã desta quinta-feira (19), uma operação no município, pertencente à Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14) do Ceará. A ação, desenvolvida pelo Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas (NCTD) de Sobral, cumpriu 27 mandados de prisão e busca e apreensão contra suspeitos de integrarem uma organização criminosa, envolvida em crimes como tráfico de drogas, homicídios, porte e posse ilegal de arma de fogo, receptação. Treze pessoas foram capturas, sendo oito mulheres e cinco homens. Entre os presos, está uma acadêmica de Direito, que estagiou no Fórum da cidade e seria responsável por captar e repassar informações sigilosas do Sistema de Segurança e do Poder Judiciário para os criminosos. A ação é resultado de uma investigação desenvolvida há cerca de cinco .
Uma das mulheres presa na operação
Material apreendido

Conforme o delegado Ricardo Magalhães, titular do NCTD de Sobral, o principal alvo da operação trata-se de Gerciany de Lima Marques (22), que era investigada por tráfico de drogas. A mulher é acadêmica de Direito e estagiou, no início de 2019, no Fórum de Sobral. Ela é suspeita de repassar informações sigilosas para os criminosos. O delegado explicou ainda que a mulher fotografava os policiais e enviava as fotos deles para o namorado, um traficante na região. “A Gerciany se aproveitava do acesso que tinha aos procedimentos, devido a função que exercia como estagiária, e repassava informações aos criminosos”, revelou Ricardo. 
Universitária de Direito: Gerciany de Lima Marques (acusada)

Os outros presos são: Antônia Cristina do Nascimento (29); Carlos Gilson Nascimento Guilherme (20), vulgo "Carneirinho", que já responde por tráfico de drogas, crime contra a incolumidade pública e porte ilegal de arma de fogo; Daiana Sousa Silva (29); Elisabete Silva de Souza (28), conhecida como Beth”; Francisco Edgleyson Rodrigues de Sousa (30), o "Salomé", que já responde tráfico de drogas; Iuri da Costa Albuquerque (26), que já responde por tráfico de drogas; José Edson da Silva (33), vulgo “Edinho”; Layanna da Silva Cavalcante (24), a "Lay", que responde por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas; Maria Betânia de Araújo do Nascimento (35); Natasha Maria Furtado Domingues (25), que já responde por tráfico de drogas; Rozane da Silva Sales (32), vulgo "Miúda", que já responde por tráfico de drogas; e Yasmin da Silva Santos (19), que tem antecedente por tráfico de drogas.

A Polícia Civil cumpriu ainda três mandados de prisão na Penitenciária Industrial Regional de Sobral em desfavor de Francisco de Assis do Nascimento Gomes (34), vulgo "Diaço", que já responde por roubo com restrição de liberdade da vítima, ameaça, homicídio, furto, contravenção penal, porte ilegal de arma de fogo, receptação e roubo; Fábio Silva Melo (39), o "Fabinho" ou "Gago", que tem passagem na Polícia por tráfico de drogas e tentativa de homicídio; além de José Wilson da Silva Alves (25), o "Wilsinho", que responde por homicídio. 

Contra todos eles, foram cumpridos mandados de prisão preventiva solicitados pela PCCE junto ao Poder Judiciário de Sobral. Ainda durante a ação policial, diversos aparelhos celulares foram apreendidos. As investigações seguem no sentido de identificar e capturar outros envolvidos na organização criminosa.

A ofensiva, coordenada pelo Departamento de Polícia do Interior Norte (DPI Norte), foi realizada por mais de 100 policiais civis – das Delegacias Regionais de Acaraú, Itapipoca, Sobral e Tianguá, Delegacias Municipais de Bela Cruz, Coreaú, Cruz, Guaraciaba do Norte, Itapajé, Ipu, Itarema, Jijoca, Massapê, Pacujá, Santa Quitéria, Santana do Acaraú, São Benedito, Sobral, Ubajara, Varjota, Viçosa do Ceará e do DPI Norte – em 23 viaturas.

Com informações da Polícia Civil do CE///via  sobral24horas.com

Ceará já tem mais de cinco mil presos nas ruas usando tornozeleiras eletrônicas

O Ceará conta hoje com uma verdadeira legião de presidiários circulando livremente pelas ruas das cidades, após terem passado pelo Sistema Penitenciário. São cerca de 5 mil homens e mulheres, jovens adultos e até adolescentes que estão usando tornozeleiras eletrônicas, de acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária (Seap). A maioria foi condenada pela Justiça, cumpriu boa parte da pena atrás das grades e, atualmente, está no regime semiaberto.

Dos 5.003 “tornozelados” no estado, 2.547 estão em regime semiaberto. Outros 2.357 cumprem liberdade provisória e outros 93 estão indiciados na Lei Maria da Penha, por terem agredido ou ameaçados suas companheiras. E mais seis usam o equipamento de monitoramento por outras razões e determinações judiciais.

De acordo com a Seap, são 4.125 homens circulando com tornozeleiras eletrônicas, além de 878 mulheres. A maioria (2.170) cumpre medidas cautelares por prática de crimes comuns e cuja pena de prisão foi substituída pelo monitoramento eletrônico por decisão da Justiça. Outros 1.207 estão em prisão domiciliar.

Dos 5.003 presos usando o equipamento de rastreamento, 2.543 são monitorados na Região Metropolitana de Fortaleza e outros 714 passaram a usar o equipamento após audiência de custódia realizada na Capital. Somente no interior do estado, já são 1.746 presidiários nesta situação, isto é, usando tornozeleiras.

Delitos

Apesar de a secretaria da Administração Penitenciária ressaltar que o monitoramento é feito com eficiência, diariamente ex-presidiários são apanhados em flagrante nas ruas da Grande Fortaleza praticando delitos leves e graves, que vão desde pequenos furtos a assaltos, tráfico de entorpecentes e assassinatos. Muitos também acabam mortos usando o rastreador.

Também tem se tornado comum a Polícia ou mesmo a população encontrar tornozeleiras abandonadas nas ruas. Neste caso, elas devem ser entregues às autoridades que buscarão capturar o preso.

(Fernando Ribeiro)

Bolsonaro quer investigar aumento abusivo em postos de combustível

Presidente reforçou que Petrobras tem autonomia para definir preços.
O presidente Jair Bolsonaro reclamou hoje (19) do aumento no preço de combustíveis praticado pelos postos. Segundo ele, que citou o ataque de drones, no sábado (14), contra instalações petroleiras da Arábia Saudita, tem havido prática abusiva de elevação dos preços mesmo antes dos reajustes da Petrobras. 

"Ontem mesmo, em Brasília, antes desse anúncio da Petrobras [de aumento no preço], que foi no final da tarde, começo da noite, alguns postos subiram 5%, levando-se em conta o ataque de drones à refinaria lá da Arábia Saudita. O preço continuava o mesmo, [mas] teve aumento aqui. Isso para mim é um abuso. A gente vai pra cima deles, tudo que estiver de acordo com a lei, puder defender o consumidor, nós faremos", disse o presidente durante live semanal no Facebook, transmitida diretamente do Palácio do Alvorada, de onde ele despachou ao longo do dia. Ele estava acompanhado do diretor do Departamento de Biocombustíveis do Ministério de Minas Energia, Miguel Ivan Lacerda de Oliveira.

O presidente disse ter determinado à pasta uma investigação sobre eventuais práticas irregulares. "Estou em contato com o ministro das Minas e Energia e ele, obviamente, vai entrar em contato com a Agência Nacional de Petróleo, para ver o que está acontecendo, cartel, seja lá o que for, isso não pode continuar acontecendo". O aumento citado por Bolsonaro está sendo investigado pelo Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF), que passou a notificar postos pelo aumento sem justificativa.
Política de preços

Ao mencionar o reajuste da Petrobras e os valores da gasolina e do óleo diesel, Bolsonaro destacou que a companhia tem autonomia para definir sua política de preços e que não haverá interferência do governo nessa definição. Ele também condenou o ataque terrorista à maior refinaria de petróleo do planeta, na Arábia Saudita.

"Logicamente nós condenamos qualquer ataque terrorista. Esse ataque fez subir até 20% o preço do petróleo. O presidente da Petrobras resolveu segurar o preço o máximo possível, segurou, mas infelizmente, ontem, a decisão [de aumentar] é da Petrobras, não tem interferência nossa, é a Petrobras que faz sua política de preços, e aumentou em média 3% o diesel e a gasolina". Os reajustes anunciados foram de aumento, nas refinarias, de 3,5% na gasolina e 4,2% no óleo diesel. O preço final na bomba é sempre maior por causa da incidência de impostos, incluindo tributos federais e estaduais. (Agência Brasil)

Ministério da Saúde registra 570 novos casos de sarampo no Brasil


Nos últimos 90 dias, o Brasil registrou 3.909 casos confirmados de sarampo em todo o território nacional, de acordo com o Ministério da Saúde. Segundo a pasta, houve aumento de 570 casos (85%) em relação ao último boletim epidemiológico divulgado em 12 de setembro. 

Conforme os registros, há 17 estados na lista de transmissão ativa da doença. Tiveram casos confirmados os estados de São Paulo, do Maranhão, do Piauí, de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, do Mato Grosso do Sul, do Paraná, de Pernambuco, do Pará, do Rio Grande do Norte, do Espírito Santo, de Goiás, da Bahia, de Sergipe e no Distrito Federal. A maioria dos casos (97,5%) foi registrada em 153 municípios localizados na região metropolitana de São Paulo. 

Segundo o Ministério da Saúde, R$ 10,5 milhões foram liberados para os estados nesta semana para reforçar ações de imunização da população. 

O ministério também alerta que a vacina é a principal forma de proteção contra o sarampo e informa que a tríplice viral está disponível em mais de 36 mil postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Brasil. 

Para interromper o ciclo de transmissão do sarampo, o ministério realizará a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que será feita em duas etapas. A primeira fase será de 7 a 25 de outubro e terá crianças de 6 meses a menores de 5 anos como alvo. A segunda, de 18 a 30 de novembro, será destinada à população de 20 a 29 anos. (Agência Brasil)

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Anitta ajuda garotos em semáforo e paga R$100 por paçoca - “A mais cara da minha vida”

Resultado de imagem para anitta
A cantora Anitta ajudou, nesta última terça-feira (17), um grupo de garotos que vendiam doces em um semáforo, no Rio de Janeiro. Quando parou o carro, a funkeira foi reconhecida pelos meninos, que foram imediatamente falar com ela. Para ajudá-los, Anitta comprou uma paçoca no valor de R$ 100,00.
“Foi a paçoca mais cara da minha vida. Eu não tinha um trocado na carteira. Paramos aqui no sinal, o menino me reconheceu pelo vidro. Sabe o que é o pior... Eu nem peguei a paçoca, não peguei porque achei que o sinal ia fechar”, disse Anitta em seus Stories, no Instagram.

Confira o momento

Polícia persegue motorista e apreende carga de maconha em Fortaleza

Homem abandonou veículo e fugiu a pé - Polícia Civil faz buscas pelo proprietário da droga

Polícia persegue suspeito e apreende carga de maconha em Fortaleza — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Polícia persegue suspeito e apreende carga de maconha em Fortaleza

A Polícia Civil apreendeu 52kg de maconha nesta última terça-feira (17), no Bairro Ancuri, em Fortaleza, após perseguição. A droga estava armazenada em uma caixa de papelão dentro de um carro e foi encaminhada para o 6º Distrito Policial. O suspeito abandonou o veículo em uma rua da região e fugiu a pé.
Segundo a Polícia Civil, a apreensão aconteceu após policiais civis perceberem o motorista "transitando em atitude suspeita" no Bairro Ancuri quando, ao se prepararem para fazer a abordagem ao carro, o condutor tentou fugir, havendo uma perseguição.
A Polícia Civil investiga a procedência do veículo para chegar ao criminoso. 

62 kg de cocaína são apreendidos em veículos durante operação no interior do Ceará

Material estava dividido em 59 tabletes, escondido no interior de uma caminhonete que trafegava na região norte do estado

Material apreendido e suspeito foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, em Fortaleza. — Foto: PRF/ Divulgação
Material apreendido e suspeito foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, em Fortaleza

Uma operação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e a Polícia Militar do Ceará (PM-CE) apreendeu 62 quilos de uma substância análoga a cocaína, na tarde desta quarta-feira (18). O material estava dividido em 59 tabletes, escondidos em um veículo que trafegava em municípios da região norte do estado.
Conforme a Polícia Rodoviária, durante a ação, foi abordada uma caminhonete em Acaraú e, após uma vistoria, a droga foi localizada. O condutor afirmou para os agentes que trazia o entorpecente da cidade de São Luís (MA) com destino a Fortaleza.
Ainda segundo a PRF, o condutor do carro foi detido e encaminhado à sede da Polícia Federal, na capital. O entorpecente e o veículo apreendido também foram levados à PF.
Na mesma operação, um outro carro foi apreendido pela Polícia Militar na cidade de Granja. Contudo, os detalhes da ocorrência não foram informados.

Homem que coloria pintos é preso por crime ambiental


Roxo, vermelho, amarelo, verde, rosa e branco. Essas eram algumas das tonalidades da penugem de aves comercializadas em uma feira de Canindé, a 118 km de Fortaleza. Um dos responsáveis por essas vendas foi preso na manhã desta quarta-feira (18), acusado de praticar crime ambiental.

Segundo informações da Delegacia Regional de Canindé, o homem identificado como Erinaldo Lino Pereira agia junto com outro suspeito, conhecido como “Zezin”, que ainda está sendo procurado pela polícia.

De acordo com a equipe de investigadores, os animais eram vendidos por R$ 2 em uma feira realizada sempre às quartas-feiras no centro da cidade de Canindé.

Pela Lei de Crimes Ambientais, os acusados podem ser penalizados com 3 meses a 1 ano de detenção ou multa, por “praticar atos de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”.

Com informações Tribuna do Ceará 

Ceará é referência no envio de córneas para transplante

Somente neste ano, o estado do Ceará realizou 397 envios de córneas para transplantes em outros estados. O número, que considera também os dados da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), representa esperança para pessoas que precisam do procedimento cirúrgico.

Ao todo, foram 13 estados beneficiados desde janeiro, entre eles Maranhão, Rio de Janeiro e Pará. O envio só foi possível graças a uma parceria entre a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e a Secretaria da Saúde (Sesa), que acumulou 3.288 doações desde 2016.

A coordenadora da Central de Transplantes do Ceará, Eliana Barbosa de Almeida, explica que os números desse tipo de transplante são altos em razão da cooperação entre as pastas. “Antes, tínhamos apenas um núcleo de doações e o período de espera era de seis meses. Com a integração, nós passamos a três núcleos em todo o Estado, zeramos a fila e passamos a disponibilizar para outros estados”, diz.

Mulher vítima de violência doméstica terá direito a receber auxílio-doença

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá pagar auxílio-doença à mulher que tiver que se afastar do trabalho após sofrer violência doméstica. A medida beneficia milhares de mulheres no Ceará, que registrou no primeiro semestre do ano passado, 1.535 casos de violência doméstica.

De acordo com a decisão, os casos de agressões podem ser comparados a uma enfermidade, por afetar a integridade física e psicológica da vítima, o que justifica o direito ao benefício.

Além disso, o STJ defende a manutenção do vínculo trabalhista, por até seis meses, em razão de afastamento do trabalho da vítima, conforme previsto na da Lei Maria da Penha. Para comprovar a impossibilidade de comparecer ao local de trabalho, em vez do atestado de saúde, a vítima deverá apresentar o documento de homologação ou a determinação judicial de afastamento em decorrência de violência doméstica.

Os ministros estabeleceram ainda que a empregada terá direito ao período aquisitivo de férias, desde o afastamento, que não poderá ser superior a seis meses.

Agressor terá que ressarcir o SUS

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (dia 18), lei que obriga o agressor a ressarcir os gastos do Sistema Único de Saúde (SUS) com os serviços prestados às vítimas de violência doméstica e familiar. A lei publicada no Diário Oficial é oriunda de projeto dos deputados Rafael Motta (PSB-RN) e Mariana Carvalho (PSDB-RO). O texto foi aprovado pela Câmara no final de agosto.

O dinheiro deverá ir para o fundo de saúde do ente federado responsável pelas unidades de saúde que prestarem os serviços à vítima. O agressor também será obrigado a ressarcir os gastos com os dispositivos de segurança usados para o monitoramento das vítimas de violência doméstica ou familiar.

Na tentativa de evitar que os bens da vítima sejam usados para esse pagamento, a lei especifica que o ressarcimento não poderá diminuir o patrimônio da mulher ou de seus dependentes e tampouco significar atenuante da pena.

Cearense sorteia a si mesmo em programa roda a roda do SBT

O cearense Antonio Mateus da Silva Matos, de Reriutaba, a 276,1 km de Fortaleza, participou do programa do SBT "Roda a Roda", que foi ao ar na noite de terça-feira, 17. Ao ajudar Rebeca Abravanel a sortear outros revendedores, o consultor da Jequiti sorteou a si mesmo.

Na ocasião, a filha de Silvio Santos ficou surpresa com o sorteio. "É você? Você está falando sério? Você se sorteou, cara. Ele sorteou ele mesmo. Isto é incrível! Eu estou chocada que ele sorteou ele mesmo. Nunca aconteceu isso", disse Rebeca surpreendida com a situação.

Outro ponto alto do cearense no programa foi um gemido, replicado por Rebeca: "É o que?". Na sequência, o cearense disse: "Não me diz que é da Silva Matos". A apresentadora então confirmou.

O caso foi o primeiro a acontecer no programa em toda sua história, que estreou na televisão no dia 13 de outubro de 2003. Silvio santos já não apresenta mais a atração. Ele passou a bola para Rebeca Abravanel, sua quinta filha do casamento com Íris Abravanel.

Com informações do O Povo.

Aposta única de Brasília fatura R$ 120 milhões na Mega-Sena

Uma aposta de Brasília (DF) levou o prêmio de R$ 120.085.143,97 no concurso 2.189 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (18), em São Paulo (SP). 

A aposta ganhadora do prêmio principal é um bolão da Caixa com 49 cotas, segundo a Caixa Econômica Federal.

Veja as dezenas sorteadas: 04 - 11 - 16 - 22 - 29 - 33.

A quina teve 406 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 19.407,24. Já a quadra teve 24.366 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 461,96.

O próximo concurso (2.190) será realizado no sábado (21). O valor acumulado é de R$ 38 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

PRF faz grande apreensão de fuzis, munições e dinamite e é parabenizada por Sergio Moro

Através das redes sociais, o Ministro da Justiça, Sergio Moro, parabenizou a atuação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) por uma apreensão na Bahia.
Segundo a matéria compartilhada por Moro: “A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu dois fuzis 5.56, 40 dinamites, cerca de 155 munições calibre 5.56, dois Coletes balísticos, algemas, carregadores, apetrechos utilizados na detonação de material explosivo e um veículo Fiat/Toro com registro de roubo. A ação aconteceu na noite desta segunda-feira (16), durante fiscalização da PRF no Km 170 da BR 110, trecho do município de Ribeira do Pombal (BA).

Os policiais realizavam fiscalização de combate à criminalidade, quando perceberam o condutor de uma Toro realizar manobra brusca na rodovia e logo em seguida abandonou o veículo e fugiu. De imediato a equipe iniciou os procedimentos de busca no sentido de capturar o fugitivo.

Em uma revista minuciosa no carro, os agentes encontraram dois fuzis M-15 calibre 5.56; 155 munições calibre 5.56; 40 “bananas” de explosivos (dinamites) do tipo emulsão encartuchada; 52 espoletas; dois coletes balístico; quatro carregadores; uma algema; pavis detonantes e diversos apetrechos que são utilizados na detonação de material explosivo.”
(República de Curitiba) 

OPERAÇÃO INTEGRADA: PRF, PF E PM-CE RESULTA EM APREENSÃO DE 50KG COCAÍNA

Operação integrada entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e a Polícia Militar do Ceará (PM-CE) foram apreendidos aproximadamente 50 kg de substância análoga à cocaína.

O caso ocorreu na tarde de hoje (18), na região norte do estado, onde foram abordados 02 (dois) veículos. Um automóvel, pela PM-CE, em Granja/CE e uma caminhonete, pela PRF, em Acaraú/CE. Em cada um dos veículos haviam 02 ocupantes.

Após fiscalização detalhada, a droga foi localizada na caminhonete, pelos policiais rodoviários federais. O condutor afirmou que receberia a quantia que trazia o entorpecente da cidade de São Luís/MA para o município de Fortaleza/CE.

Diante dos fatos, os envolvidos, o entorpecente e os veículos apreendidos foram encaminhados à Sede da Polícia Federal em Fortaleza/CE.

(NUCOM-PRF)

Petrobras eleva preço da gasolina em 3,5% e do diesel em 4,2%

Novos valores passam a valer nesta quinta-feira.
A Petrobras anunciou, na noite desta quarta-feira (18), reajuste nos preços da gasolina e do óleo diesel. Os novos valores passam a valer nesta quinta-feira (19) nas vendas de refinarias para distribuidoras.

O litro da gasolina foi reajustado em 3,5% e o do diesel, em 4,2%. Para o consumidor final, porém, sobre esses valores, serão acrescidos encargos tributários e trabalhistas e as margens de lucro dos postos de combustíveis.

Na última segunda-feira (16), a Petrobras divulgou nota sobre o bombardeio de refinarias na Arábia Saudita, responsável pela produção de 5% do petróleo mundial, o que gerou uma imediata elevação dos preços dos combustíveis no mundo. A estatal informou, na ocasião, que continuaria monitorando os preços do petróleo e não faria um ajuste de forma imediata.

O último reajuste da gasolina no Brasil havia sido em 5 de setembro e o do diesel, em 13 de setembro. Em sua página na internet, a Petrobras explica como funcionam o mecanismo e as decisões de formação de preços dos combustíveis por ela vendidos.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explica, em nota, a estatal.

Segundo a companhia, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. “Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis."

(Agência Brasil)

Globo pede desculpas à família Bolsonaro após matéria com mulher de Eduardo

O Conselho Editorial do Grupo Globo divulgou comunicado reconhecendo erro da revista Época em matéria sobre Heloisa Wolf Bolsonaro mulher de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), deputado federal e filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).
A matéria em questão trazia um repórter que não havia se identificado como tal se submetendo a cinco sessões online com Heloísa, que é psicóloga. As aulas teriam sido gravadas sem a permissão ou conhecimento dela.

Divulgada no final de semana passada, a matéria gerou reações irritadas tanto do presidente quanto de seu filho. Jair aproveitou para, em sua conta no Twitter, atacar toda a imprensa por conta do episódio.

O Grupo Globo, em nota, admite que a revista errou e fala que “o jornalismo não é imune a erros”. Por fim, ainda pediu desculpas diretamente para Heloisa e para seus leitores por uma decisão editorial considerada “equivocada”.

Leia a nota na íntegra:

UMA EXPLICAÇÃO NECESSÁRIA

Nota do Conselho Editorial do Grupo Globo

“Como toda atividade humana, o jornalismo não é imune a erros. Os controles existem, são eficientes na maior parte das vezes, mas há casos em que uma sucessão de eventos na cadeia que vai da pauta à publicação de uma reportagem produz um equívoco.

Foi o que aconteceu com a reportagem “O coaching on-line de Heloisa Bolsonaro: as lições que podem ajudar Eduardo a ser embaixador”, publicada na última sexta-feira. ÉPOCA se norteia pelos Princípios Editoriais do Grupo Globo, de conhecimento dos leitores e de suas fontes desde 2011. Mas, ao decidir publicar a reportagem, a revista errou, sem dolo, na interpretação de uma série deles.

É certo que em sua seção II, item 2, letra “h”, está dito: “A privacidade das pessoas será respeitada, especialmente em seu lar e em seu lugar de trabalho. A menos que esteja agindo contra a lei, ninguém será obrigado a participar de reportagens”. A letra “i” da mesma seção abre a seguinte exceção: “Pessoas públicas – celebridades, artistas, políticos, autoridades religiosas, servidores públicos em cargos de direção, atletas e líderes empresariais, entre outros – por definição abdicam em larga medida de seu direito à privacidade. Além disso, aspectos de suas vidas privadas podem ser relevantes para o julgamento de suas vidas públicas e para a definição de suas personalidades e estilos de vida e, por isso, merecem atenção. Cada caso é um caso, e a decisão a respeito, como sempre, deve ser tomada após reflexão, de preferência que envolva o maior número possível de pessoas”.

O erro da revista foi tomar Heloisa Bolsonaro como pessoa pública ao participar de seu coaching on-line. Heloisa leva, porém, uma vida discreta, não participa de atividades públicas e desempenha sua profissão de acordo com a lei. Não pode, portanto, ser considerada uma figura pública. Foi um erro de interpretação que só com a repercussão negativa da reportagem se tornou evidente para a revista.

Em sua seção 1, item 1, letra “r”, os Princípios Editoriais do Grupo Globo determinam: “Quando uma decisão editorial provocar questionamentos relevantes, abrangentes e legítimos, os motivos que levaram a tal decisão devem ser esclarecidos”. E o preâmbulo da mesma seção estabelece com clareza: “Não há fórmula, e nem jamais haverá, que torne o jornalismo imune a erros. Quando eles acontecem, é obrigação do veículo corrigi-los de maneira transparente”.

É ao que visa esta Carta aos Leitores. Explicar o que levou à decisão editorial equivocada, reconhecer publicamente o erro e pedir desculpas a Heloisa Bolsonaro e aos leitores de ÉPOCA.”

(Yahoo)

BIZARRO: Médicos fazem cirurgia para retirar "chifre" de 10 cm da cabeça de homem

Agricultor de 74 anos precisou passar por cirurgia após passar cinco anos com massa desconhecida crescendo na cabeça em formato de chifre.

Um homem indiano de 74 anos precisou passar por uma cirurgia para retirada de um "chifre" que cresceu na cabeça dele após sofrer um acidente em casa, na cidade de Madhya Pradesh, no país asiático.

Segundo o jornal britânico Metro, o agricultor começou a desenvolver o “ chifre ”, conhecido pela medicina como calo sebáceo, após bater a cabeça em uma queda, cinco anos antes de ir ao hospital.
Vishal Gajbhiye / Arquivo Pessoal
Homem precisou passar por cirurgia para retirada da massa em formato de chifre

“Inicialmente, ele ignorou o hematoma porque não trazia nenhum desconforto para ele e o barbeiro local cortava, mas quando o caroço começou a ficar maior e mais furo, ele foi até o hospital", afirmou o cirurgião local, Vishal Gajbhiye.
O volume, que era composto de queratina, foi completamente retirado pelos médicos. Agora, os especialistas conduzem exames para detectar o que causou a modificação e quais tratamentos o agricultor deve seguir.

Fonte: Último Segundo

Witzel defende fim da visita íntima para presos: "Tem que perder a liberdade sexual"

O Governo do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) defendeu o fim da visita íntima para presidiários no 1º Encontro Nacional de Diretores de Departamentos de Homicídios.
Na mesma ocasião Witzel também afirmou existir um déficit nacional de 300 mil vagas nos presídios e defendeu um aumento no tempo máximo de prisão, que, segundo seu entendimento, deveria ser de 50 anos, informa o Globo.

“A pena para criminosos do crime organizado não pode ser 35 anos, tem que ser 50 anos. O sistema que ele tem que ficar preso não pode ter visita íntima. Perdeu a liberdade? Tem que perder a liberdade sexual. Onde é que nós estamos com a cabeça? Você tira a liberdade do sujeito, mas não tira a liberdade sexual dele. O que que é isso? Perdeu sim”, disse o governador.

Fonte: O Globo

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Para economizar 1 trilhão, bastaria cortar privilégios do alto escalão dos três poderes


Só com auxílio-alimentação, auxílio pré-escola e auxílio-transporte dos servidores do alto escalão dos três poderes o governo gasta R$ 3,8 bilhões anuais
Por Frederico Rochaferreira
No fim de abril, o governo Bolsonaro anunciou o congelamento de R$ 1,7 bilhões dos gastos das universidades, um contingenciamento que afetará 63 universidades e dos 38 institutos federais de ensino, decisão que afetará sem dúvida as pesquisas em andamento no Brasil, assim como novos projetos de pesquisas. No total, cerca de 3.500 bolsas de mestrados e doutorados foram bloqueadas com a medida, gerando uma onda de protestos e paralisações em todos os Estados e Distrito Federal. Mais de 200 cidades do país registraram atos de estudantes e professores contra a medida do governo e a reação do presidente da República, Jair Bolsonaro, diante das manifestações foi chamar os estudantes brasileiros de “idiotas úteis”5, gerando uma imediata onda de reação.
Que o Brasil precisa cortar gastos, não se discute. Em 2017, o governo Temer percebeu que o buraco nas contas públicas seria maior do que os R$ 139 bilhões previstos e a solução encontrada foi aumentar os impostos sobre combustíveis e cortar investimentos em obras de infraestrutura, medidas de significado aparente, assim como o contingenciamento em Educação do governo Bolsonaro. Cortar gastos de fato seria cortar na própria carne, cortar privilégios, enxugar a máquina pública ligada diretamente aos três poderes. Mas prefere-se cortar na carne alheia.
O Legislativo brasileiro, por exemplo, tem um orçamento anual de cerca de R$ 8,1 bilhões, sendo que 74% desse total é despendido com gasto de pessoal, já que cada um dos 513 deputados pode ter até 25 assessores e os 81 senadores chegam a ter mais de 80 funcionários no gabinete. De forma similar, a folha de pagamento do Judiciário atinge cerca de 25 bilhões anuais.
Só com pagamento de auxílio-alimentação, auxílio pré-escola e auxílio-transporte dos servidores do Executivo, do Legislativo e do Judiciário o governo gasta R$ 3,8 bilhões anuais, valor que, somado aos supersalários (salários que ultrapassam o teto do funcionalismo e que deveriam ser cortados no limite do teto), representaria, se não gasto, uma economia anual de R$ 1,2 bilhão.
Do mesmo modo, cortar os gastos com o auxílio-moradia para juízes, muitos com casa própria, faria o Estado brasileiro economizar um montante em torno de R$ 4,7 bilhões, valor que poderia ser somado a mais R$ 1,15 bilhão se o período de férias da magistratura passasse de 60 para 30 dias.
Nesse rol de cortes, também poderiam estar inseridos os militares, já que um em cada três servidores do Executivo é vinculado às Forças Armadas. Por exemplo, dos 1.172.400 servidores públicos federais, 376.729 são militares. Só no Ministério da Defesa, dos 401.857 servidores, 395.667 são militares, número maior que o total de servidores do Ministério da Educação (302.938). Para se ter uma ideia do que estes números representam em termos de gastos, a folha de pagamento destes servidores militares do Ministério da Defesa custou aos cofres públicos, em 2017 , R$ 22,6 bilhões.
E isso sem entrar no mérito das “benesses” que o governo brasileiro propicia a empresas multinacionais, como no caso das petroleiras Shell, Chevron, Exxon, Repson e British Petroleum, beneficiadas com isenção de impostos na casa de R$ 1 trilhão para explorarem petróleo e gás no país.
Portanto, quaisquer medidas que visem cortar gastos sem mexer na caixa preta da máquina pública dos três poderes não podem ser consideradas medidas razoáveis, eficientes ou justas.
Frederico Rochaferreira é escritor – especialista em Reabilitação pelo Hospital Albert Einstein, membro da Oxford Philosophical Society////////////////