LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Jovem que espancou sua mulher grávida em Caririaçu foi morto a pauladas em Lavras da Mangabeira

post-feature-image

Dez dias depois e um novo homicídio foi registrado em Lavras da Mangabeira se constituindo no primeiro do mês de junho e o quinto de 2017 no município onde quatro pessoas foram assassinadas no decorrer do ano passado. Por volta das 06h30min desta segunda-feira populares encontraram o corpo do jovem Fellype Weryque Quintino Maia, de 25 anos, que residia no Sítio Volta na zona rural de Lavras. O cadáver estava às margens da BR-230 e ao lado de pedras e pedaços de paus sujos de sangue.

A vítima já tinha algumas passagens pela polícia, sendo a primeira delas no dia 12 de outubro de 2012 quando agrediu a socos na barriga a sua companheira de 20 anos que estava grávida. O crime aconteceu na Rua Luiz Rolim, 35 (Bairro Nossa Senhora do Carmo) em Caririaçu. Em novembro de 2013 tornou a ser preso para responder por crime ambiental no mesmo município.

Além disso, respondia procedimento na justiça por invasão de domicílio em Caririaçu, porte ilegal de arma de fogo e ameaça de morte, cuja Ação Penal foi protocolada no dia 14 de novembro de 2014 na comarca daquele município apontando como vítima Pedro Luiz dos Santos. Na sua tramitação, registrou o envio de cartas precatórias para as comarcas de Crato e Lavras da Mangabeira.

O último homicídio em Lavras da Mangabeira tinha ocorrido no dia 26 de maio quando a criança Gabriela Aparecida Duarte da Silva, de 10 meses, foi segura pelas pernas e arremessada várias vezes contra a parede e ainda teve das mãos arrancados com mordidas. O autor do crime foi o seu padrasto Iarley Mendonça de Souza, de 20 anos, o qual terminou preso perto do local na Rua Padre Raimundo Augusto no centro da cidade. O crime deixou moradores de Lavras horrorizados e revoltados.
Créditos: Demontier Tenório

Nenhum comentário:

Postar um comentário