LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

sábado, 24 de junho de 2017

Conselho de Ética arquiva pedido de cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG)


Aécio foi gravado pedindo dinheiro ao empresário e falando em tentativas para travar as investigações da Lava Jato ( Foto: Agência Brasil )




O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), arquivou nesta sexta-feira (23),o pedido de cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG). "Indeferi por falta de provas", disse o peemedebista por meio da assessoria de imprensa.

O pedido de cassação foi protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) em maio, logo depois de o tucano ter sido afastado por decisão da Justiça das funções parlamentares, como consequência da delação do empresário Joesley Batista, do grupo JBS. Aécio foi gravado pedindo dinheiro ao empresário e falando em tentativas para travar as investigações da Lava Jato.

De acordo com João Alberto, os membros do conselho têm um prazo de dois dias úteis para recorrer da decisão. Para isso, é necessário apoio de ao menos cinco integrantes do colegiado. A assessoria de imprensa de Randolfe já informou que o senador deve apresentar recurso contra a decisão.

O presidente do conselho tinha até a próxima segunda-feira (26) para dar o parecer sobre o caso, mas decidiu se antecipar. No início da semana, o peemebedista disse que aguardaria julgamento do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre recursos de Aécio. A avaliação do caso foi adiada para a próxima semana, quando os ministros vão analisar um pedido de prisão do tucano e um recurso da defesa, que pede que o senador volte a ocupar as funções parlamentares.


Fonte Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário