LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Vendedor de picolé é agredido por seguranças de barraca na Praia do Futuro em Fortaleza ; vídeo


vendedor
Vendedor de picolé ficou caído na areia após receber uma cotovelada no rosto de um dos seguranças ( Reprodução Facebook )

Um vendedor de picolé da marca Pardal foi agredido neste último sábado (22), por supostos seguranças da barraca de praia Crocobeach, localizada na Praia do Futuro. Em vídeo gravado por testemunhas, o ambulante aparece sendo intimidado por três funcionários da barraca, que o expulsam do local. Na sequência, ele leva alguns tapas e uma cotovelada no rosto, caindo na faixa de areia.

De acordo com informações preliminares, o vendedor estaria indo buscar o valor de R$ 3 referente à venda de um picolé, quando foi abordado pelos seguranças da barraca. No vídeo que circula nas redes sociais, o ambulante aparece dizendo que "está trabalhando", enquanto os agressores rebatem dizendo que "isso aqui é nosso".
 
  
Após ordenarem que o ambulante fosse embora, os seguranças cercam o vendedor. Neste momento, um dos funcionários da barraca dá alguns tapas no rosto e nas costas do homem, enquanto outro, na sequência, aplica uma cotovelada que leva o vendedor ao chão.

Posicionamento

Em nota, a Pardal Sorvetes informou que "tomou ciência do ocorrido" e que "repudia qualquer tipo de violência". A empresa disse também que tomará todas as providências cabíveis no intuito de resguardar a integridade do ambulante.
A Crocobeach também se pronunciou sobre o caso por meio de nota, enviada pelo advogado Rafael Gazzineo:

"Ficamos surpresos com o ocorrido, por tal razão estamos buscando esclarecimentos sobre o responsável pelo ato, assim como buscamos informações sobre o vendedor ambulante e sua situação para esclarecimento. Independente dos esclarecimentos e da apuração do caso, a Crocobeach declara que não somente irá colaborar, como irá atuar ativamente para buscar solucionar qualquer duvida ou imbróglio em relação ao fato. É certo que rechaçamos o ato de ontem e desde já registramos nosso lamento pelo ocorrido, deixando claro que não compactuamos com atos deste gênero.

A barraca Crocobeach pauta seu trabalho no atendimento de excelência e no respeito a dignidade das pessoas, buscando sempre uma convivência harmoniosa com os frequentadores e trabalhadores da Praia do Futuro. Portanto, não faz parte da nossa orientação e filosofia atos como o presenciado nesse sábado.

Por fim, em havendo algum colaborador direto ou indireto da barraca responsável pelo ato registrado, visando preservar a urbanidade e boa imagem da barraca, assim como alcançar justiça, a Crocobeach adotará todas as medidas cabíveis para que tal situação não se repita e para responsabilização do ofensor".




Fonte Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário