LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 8801 1777

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Saiba como votaram os deputados cearenses na Reforma Trabalhista



Se dependesse dos deputados federais do Ceará, o projeto não seria aprovado. Foram 10 votos contra e 8 a favor.
Após 14 horas de debates, a Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quinta-feira (27) o projeto de lei (PL) 6787/16, a Reforma Trabalhista. Foram 296 favoráveis, 177 contrários e 39 abstenções. A maioria dos deputados federais cearenses, porém, votou contra o projeto. Foram dez votos a favor e oito contra. Quatro deputados não compareceram à votação. Confira como votou cada deputado:

Sim

Adail Carneiro (PP)
Aníbal Gomes (PMDB)
Danilo Forte (PSB)
Domingos Neto (PSD)
Gorete Pereira (PR)
Moses Rodrigues (PMDB)
Raimundo Gomes de Matos (PSDB)
Vaidon Oliveira (DEM)

Não

André Figueiredo (PDT)
Cabo Sabino (PR)
Chico Lopes (PCdoB)
José Airton Cirilo (PT)
José Guimarães (PT)
Leônidas Cristino (PDT)
Luizianne Lins (PT)
Odorico Monteiro (PROS)
Ronaldo Martins (PRB)
Vitor Valim (PMDB)

Abstenções

Ariosto Holanda (PDT)
Genecias Noronha (SD)
Macedo (PP)
Paulo Henrique Lustosa (PP)

A Reforma Trabalhista como foi aprovada dá prevalência ao acordo sobre a lei em 16 pontos, como as horas da jornada de trabalho, intervalo mínimo de alimentação de meia hora, parcelamento das férias em até três vezes, teletrabalho, regime de sobreaviso e trabalho intermitente. O texto estabelece, dentre outras coisas, o fim da contribuição sindical obrigatória e da ajuda do sindicato na rescisão trabalhista.

Além disso, há alterações como, por exemplo, a redução da multa para empresas que mantém empregados não registrados e a a isenção do cálculo de horas no trajeto do empregado até o trabalho na jornada de trabalho. O projeto agora segue para apreciação do Senado Federal.

Serviço

A lista completa de como votaram os deputados federais pode ser vista clicando AQUI.

Fonte: Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário