LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Ceará registra 21 mil reclamações contra operadoras de telefonia e de TV no 1º trimestre de 2017


telefonia
O Ceará registrou 21,1 mil reclamações contra operadoras de telefonia e de TV no primeiro trimestre de 2017. O número é 23% menor em relação a igual período de 2016, conforme balanço divulgado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Além do Ceará, todos os demais estados brasileiros e o Distrito Federal apresentaram redução nas reclamações nos primeiros três meses deste ano. As quedas percentuais foram lideradas pelo Amapá (-34,1%), Amazonas (-32,3%) e Rio Grande do Sul (-32,0%). São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, estados que apresentam os maiores volumes de reclamações, registraram menos 9.6%, menos 24,8% e menos 11,2%, respectivamente.

Na comparação do número absoluto, o Ceará foi o 3º do Nordeste com o maior número de reclamações, ficando atrás somente da Bahia (58,5 mil) e Pernambuco (24,6 mil). De forma geral, o Brasil registrou uma redução de 15,2% nas reclamações dos serviços de telecomunicações. De janeiro a março de 2017 foram registradas 933,1 mil queixas contra 1.100,3 mil do primeiro trimestre de 2016.

 
Empresas

Com exceção da TIM, que, com 48,7 mil de reclamações em março de 2017, apresentou aumento de 13,8% nos últimos 12 meses, todas as outras prestadoras na telefonia móvel registraram queda: Nextel, com 10,1 mil (-22,2%), Oi, com 20,9 mil (-17,2%), Claro, com 34,3 mil (-14,8%), e Vivo, com 38,7 mil (-13,6%).

Na telefonia fixa, todos os grupos acompanhados pela Agência apresentaram redução em março de 2017 quando comparado com março de 2016: Oi, com 40,7 mil reclamações (-35,9%), Vivo, com 22,4 mil (-16,8%) e NET/Claro, com 9,4 mil (-12,1%).

Na TV por Assinatura, a Vivo com 3,1 mil de reclamações apresentou aumento de 10,2% nos últimos 12 meses enquanto todas as outras registraram redução: Sky, com 17,3 mil de reclamações (-22,6%), Net/Claro, com 19,7 mil (-12,0%), e Oi, com 4,8 mil (-18,8%).



Fonte Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário