LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Ex-detento de Juazeiro é esfaqueado até à morte em Mauriti, no Ceará


post-feature-image

Pouco mais de um mês depois um novo homicídio foi registrado em Mauriti. Por volta das 15h30min deste sábado, no cruzamento das ruas Amélio Leite e João Quintino (Bairro Serrinha), o ex-presidiário Francisco Jacinto do Nascimento, de 45 anos, foi assassinado com cinco facadas no tórax. Ele morava na Rua 5 (Conjunto Novo Mauriti) e já esteve recolhido por algum tempo na Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (PIRC) em Juazeiro.

Segundo a polícia, a vítima tinha várias passagens por crimes diversos em Milagres, Mauriti e Missão Velha, sendo a maioria tráfico de drogas. Segundo testemunhas, o autor do crime foi o jovem Iago Dias da Silva, de 19 anos, o qual terminou preso minutos depois em sua casa na Rua 2 (Conjunto Bela Vista) e, igualmente, detém várias passagens pela polícia. O mesmo foi preso pelos Sargentos Ferreira, Ednilton, J. Alves, Geocondes e Siqueira, o Cabo Fernandes e os Soldados C. Silva, Cleiston e Ednaldo.

Conforme disse aos PMs, eram antigas as rixas entre os dois supostamente por conta do tráfico de drogas e sempre que se encontravam discutiam. O “Galeguinho” – como é conhecido - foi autuado na Delegacia de Brejo Santo, submetido a exame cautelar no IML de Juazeiro e já está recolhido à cadeia de Mauriti. No último mês de novembro, ele tinha sido preso em sua casa com uma moto roubada em Brejo Santo aonde tinha se refugiado.

Este foi o primeiro homicídio do mês de maio em Mauriti e o quinto de 2017 no município, onde 11 pessoas tombaram mortas no decorrer do ano passado. O último deste ano tinha ocorrido no dia 10 de abril com o achado do cadáver de Antonio Eliedo da Silva, de 39 anos, o “Léo filho de finado Zé Hagino”, crivado de balas. Ele respondia por crime de violência doméstica e o corpo estava perto de sua casa na Rua Projetada no bairro Bela Vista ao lado da moto.
 site Miséria

Nenhum comentário:

Postar um comentário