LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Pacientes com chikungunya recebem tratamento experimental para aliviar a dor


Os pacientes diagnosticados com febre chikungunya estão recebeu um tratamento experimental e de baixo custo que alivia as dores. Os médicos responsáveis afirmam que o modelo trouxe resultados positivos e os pacientes aprovam a terapia, feita através da orelha.

O tratamento é desenvolvido há um ano por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC) e é aplicada em um posto de saúde no Bairro Rodolfo Teófilo de Fortaleza. Atualmente, 100 pacientes recebem o atendimento experimental, de forma gratuita.

Eles recebem na orelha um ponto de mostarda, utilizado em tratamentos de acupuntura. Segundo os pesquisadores, a orelha tem todos os pontos de acupuntura do corpo, o que torna o tratamento mais barato.

"A gente tem notado melhora na forma como ele [o paciente] anda, nos movimentos e ele consegue retornar ao trabalho. É uma técnica, segura, de baixo custo e eficaz", diz Bernardo Coutinho, pesquisador da UFC.

16 mil casos da doença

Conforme o relatório mais recente, divulgado na sexta-feira (19), o Ceará 16.185 casos confirmados da doença, gerando oito óbitos neste ano.

Houve aumento também no número de casos de dengue no Ceará. Em 2017, foram notificados 35.647 casos da doença, correspondendo a uma taxa de incidência no estado de 397,7 casos por 100 mil habitantes. Conforme a Organização Mundial da Saúde, esse dado classifica o Ceará como região que enfrenta nível epidêmico da dengue.

A dengue resultou na morte de três pessoas no Ceará neste ano, conforme a Secretaria da Saúde.


Em relação ao vírus da zika, em 2017, foram notificados 1.330 casos suspeitos de zika no Ceará, destes 9,9% (132) foram confirmados. As três doenças, zika, chikungunya e dengue, são causadas pelo mosquito, o Aedes aegypti.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário