LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

domingo, 21 de maio de 2017

Cuidados: Usar óculos escuros piratas pode levar à cegueira irreversível


A exposição aos raios ultravioletas pode causar doenças como o pterígio, catarata e a degeneração macular, que, hoje, é a maior causa de cegueira irreversível (Foto: Reprodução/Tribuna do Ceará)

Quando o assunto é visão, Viviane Oliveira, vendedora, não arrisca. Por isso, ela paga mais caro pelos óculos de melhor qualidade. “É melhor você pagar um pouco mais caro, mas ter garantia e a beleza dos óculos também”, diz Viviane para a reportagem da TV Jangadeiro. 
Nem é preciso andar muito para encontrar óculos de grau a preços mais em conta. Mas, tem um detalhe: essas opções dificilmente estão com o grau exato identificado pelo oftalmologista. “Os óculos comprados na farmácia nunca vão ter o grau exato do paciente. Isso vai gerar esforço visual e pode gerar dor de cabeça, cansaço, astenopia, enxaqueca e outros sintomas”, explica doutor Edmar Guedes.

No caso dos óculos de grau de procedência duvidosa, o principal problema é aquele cansaço na vista que muita gente reclama. Já no caso dos óculos escuros, os risco para a visão são bem mais sérios. A exposição aos raios ultravioletas pode causar doenças como o pterígio, catarata e a degeneração macular, que, hoje, é a maior causa de cegueira irreversível.

Os óculos do artesão Cícero Araújo, por exemplo, tem 6,5 graus na lente direita e 6,7 graus na esquerda. E ele só consegue esta precisão encomendando as lentes em lojas especializadas. “Vou na ótica, faço a escolha e depois retorno para saber se é exatamente a que eu escolhi, recomendado pela médica”, conta.

Já, o que o Célio Fernandes, desempregado, usa custou R$ 25. E ele sabe que pode ter problema. “Quanto mais barato melhor, é questão de situação financeira. Mas a gente sabe que, adiante, vai afetar, e a gente vai ficar com a vista meio embaçada”, confessa.
Fonte Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário