LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Mais de 14 milhões de brasileiros têm diabetes



A cada 6 segundos, uma pessoa morre por causa da diabetes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, mais de 14 milhões de brasileiros têm a doença, onde o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. A turismóloga Patrícia Gonçalves, de 32 anos, moradora do Lago Norte, no Distrito Federal, tem a doença desde criança, e hoje em dia, leva uma vida normal, pois aprendeu a controlar a quantidade de glicose no sangue.

“Eu era uma criança de 8 anos, que gostava de chocolate, ketchup, refrigerante, então foi bem complicado. A medida que os anos foram passando a gente vai se adaptando como qualquer ser humano, em qualquer doença. Graças a Deus somos adaptáveis. A doença, na minha vida, mudou tudo. O lado positivo disso tudo foi que a família ficou mais saudável e acaba que os amigos se envolvem também, porque crises de hipoglicemia acontecem e acontecem com certa frequência até…”

As hipoglicemias significam um baixo nível de glicose no sangue. De repente dá aquela fome, confusão mental, tremores, suores, fraqueza, coração acelerado, sonolência… e em situações extremas, pode levar à perda de consciência ou a crises convulsivas. A endocrinologista Maria de Fátima Gonzaga cita quais são os sintomas mais comuns de quem tem diabetes.

“Os sintomas, quando a glicose está um pouco alterada, são inespecíficos, são leves. Às vezes a pessoa sente cansaço e você só vai diagnosticar se fizer uma dosagem de glicose no sangue. A partir do momento que a glicose fica acima de 180 mg/dl, aí sim vem as manifestações mais clássicas: passa a urinar demais, acordar várias vezes a noite para fazer xixi… Em decorrência desta perda de líquido, aumenta a vontade de ingerir água.”

Uma das coisas mais importantes é controlar o nível de glicose no sangue, para evitar complicações. Essa medição tem que ser feita nos horários corretos, nas situações corretas e com a frequência ideal. Embora não seja atualmente curável, a diabetes é uma doença que tem controle e permite uma vida normal, uma vez que sejam seguidas as orientações médicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário