LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Pente-fino: INSS convocará um milhão de aposentados a partir do dia 15 de agosto


Peritos farão horas extras para realizar as perícias nos benefícios por incapacidade
Peritos farão horas extras para realizar as perícias nos benefícios por incapacidade Foto: Guito Moreto / Agência O Globo
Bruno Dutra
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), começará a enviar o primeiro lote de cartas de convocação para a revisão das aposentadorias por invalidez a partir de 15 de agosto, conforme afirmou ao EXTRA o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Alberto Beltrame. Desta maneira, o pente-fino em mais de um milhão de aposentadorias por invalidez deve começar entre o fim de agosto e o início de setembro. Dentro do nosso cronograma as convocações começam no início da segunda quinzena de agosto. Nessa primeira etapa, até 50 mil segurados de todo o país receberão as cartas para marcar a perícia — explica.
Os segurados receberão uma carta do INSS com aviso de recebimento. Depois de notificadas, terão cinco dias úteis para ligar no 135 (central de atendimento do órgão) e agendar a perícia. caso a marcação não seja feita, o benefícios erá automaticamente bloqueado.
O pente-fino nas aposentadorias por invalidez será realizado em quem tem menos de 60 anos e está há dois anos ou mais sem passar por perícia. Ficarão de fora da medida os maiores de 60 anos e quem tem 55 anos e já recebe o benefício há pelo menos 15 anos.
AUXÍLIOS-DOENÇA CANCELADOS
Após revisar mais de 200 mil auxílios-doença em todo o país, desde o ano passado, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), cancelou 180 mil benefícios. Com isso conforme dados do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), será possível economizar R$ 2,6 bilhões por ano em pagamento de benefícios.
O pente-fino nos benefícios pagos pelo INSS, previsto em medida provisória, começou em 2016, mas foi suspenso porque o Congresso não aprovou a MP a tempo. O governo, então, editou uma nova MP, e a revisão foi retomada no início deste ano, com uma força-tarefa dos médicos peritos, que foram liberados a fezer hora extra para realizar o pente-fino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário