LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88]

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Ex-apresentadora de TV morre após coqueiro cair na sua cabeça na Índia


Uma antiga âncora de TV indiana morreu de uma forma chocante. Ela estava andando perto de sua casa e um coqueiro caiu sobre ela. O incidente, que ocorreu na última quinta-feira, foi capturado por uma câmera instalada em uma loja próxima ao local e foi a público no fim de semana.
A indiana Kanchan Nath, de 58 anos, teve sérias lesões com o acidente e morreu no sábado, segundo o seu marido confirmou ao Financial Times.
O impressionante vídeo mostra Kanchan Nath, que também era professora de ioga, entrando em colapso depois que o coqueiro caiu de repente em cima dela durante a sua caminhada. Pessoas que andavam pelo local correram para socorrê-la e rapidamente retiraram a árvore de cima dela.
"O incidente aconteceu na quinta-feira, quando Kancha Nath estava em uma caminhada matinal em Chembur e a árvore caiu sobre ela, fato que a deixou gravemente ferida", disse um policial da delegacia de Chembur. "Nath, que estava completamente inconsciente, foi levada rapidamente para o hospital próximo pelos transeuntes, mas sucumbiu aos ferimentos", acrescentou.
A família de Kanchan culpou a Corporação Municipal de Brihanmumbai (BMC) por sua morte, alegando que eles tinham negado a permissão para cortar a árvore que caiu sobre ela. "A população exigiu durante vários meses que o BMC a cortasse, mas eles ignoraram nosso pedido", disse o marido de Kanchan, Rajat Nath.
Rajat acrescentou que vai processar o BMC por negligência criminal: "Foi um duplo risco para mim, já que a polícia de Chembur não registrou nada sobre a minha alegação de negligência criminal. Mas eu e os alunos da minha esposa estamos determinados a levá-los ao tribunal".
Fonte: Uol Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário