LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 8801 1777

terça-feira, 11 de julho de 2017

Autoteste será vendido em farmácias até o fim de julho

kits já estão disponíveis em redes de farmácias do Rio de Janeiro TOMAZ SILVA/AG. BRASIL
O autoteste para detectar a presença do vírus HIV no organismo deve estar disponível em farmácias de todo o País até o fim do mês. O produto, que custa entre R$ 60 e R$ 70, pode ser comprado sem receita médica e a testagem produz resultado 10 minutos após o sangue entrar em contato com o reagente.

O Brasil é o primeiro país da América Latina a disponibilizar o autoteste em farmácias. Segundo especialistas, o produto é uma ferramenta importante para aumentar a capacidade de diagnóstico do vírus. Segundo a farmacêutica Orange Life, que produz o kit no País, a distribuição será levada a São Paulo e Espírito Santo nesta semana, para depois expandir-se para o restante do território nacional. Os primeiros 10 mil kits de testagens já foram distribuídos para algumas redes de farmácias no estado do Rio ao longo da última semana.

A responsável técnica da Orange Life, Larissa Lima, afirma que o teste tem 99,9% de precisão, mas só detecta a presença do HIV ao menos 30 dias após a relação sexual em que houve a transmissão. “Caso o resultado seja negativo, é recomendável repetir o teste mais vezes, 30 dias depois, 60 dias depois e 90 dias depois”.

Os pesquisadores acreditam que o teste será importante para que os soropositivos possam começar o tratamento mais cedo, o que permite uma melhor qualidade de vida. 

(Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário