LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 8801

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Quadrilha tenta resgatar avião apreendido com 250 kg de droga

Quadrilha invadiu aeroporto de Cáceres e tentou resgatar avião que foi interceptado com 250 kg de cocaína (Foto: Polícia Federal de Cáceres)
Quadrilha invadiu aeroporto de Cáceres e tentou resgatar avião que foi interceptado com 250 kg de cocaína

Uma quadrilha invadiu o aeroporto de Cáceres, no Mato Grosso e tentou resgatar um avião que estava apreendido no local. A situação ocorreu na noite da última terça-feira (31).
De acordo com a Polícia Federal, a aeronave foi apreendida no mês de junho, quando duas pessoas foram presas com 250 kg de cocaína.
Naquela ocasião, a aeronave, que transportava cocaína da Bolívia foi interceptada por pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB) na região da Serra Tapirapuã, próximo a Tangará da Serra.
Os policiais federais já investigavam o grupo e descobriram que a organização criminosa envolvida naquela situação tentaria resgatar o avião no aeroporto de Cáceres.

 Aeronave interceptada pela FAB e Polícia Federal (Foto: PF/Divulgação)
Aeronave interceptada pela FAB e Polícia Federal

Para frustrar o plano, os policiais alteraram a parte mecânica do avião para que os suspeitos não conseguissem levantar voo.
Quando perceberam que não conseguiriam levar a aeronave, os suspeitos desistiram. O vigilante do aeroporto disse à PF que não viu nenhuma movimentação estranha. O local não conta com câmeras de segurança.
A aeronave foi novamente apreendida e passa por perícia feita pela Polícia Federal de Cáceres.
O grupo fugiu com o combustível e não foi encontrado pelos agentes federais.

O caso - A aeronave que transportava cocaína proveniente da Bolívia foi interceptada pela FAB no dia 9 de junho.
O piloto, identificado como Harysohn Pedrosa Pina, de 46 anos, fez um pouso forçado em uma área rural de Salto do Céu. O co-piloto, Aldo Sanchez Sandoval, é membro do exército boliviano.
À polícia, Aldo alegou que receberia 5 mil dólares para ajudar a entregar a carga, que tinha como destino o município de Chapada dos Guimarães. Os dois continuam presos na Cadeia Pública de Cáceres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário